SOMOS APAIXONADOS POR ARQUITETURA, URBANISMO E DESIGN

No Núcleo de Arquitetura Experimental buscamos criar, cultivar e experimentar novas formas e espaços capazes de emocionar e surpreender as pessoas. Através da arquitetura – cuja essência é a interação do meio com o ser humano – procuramos materializar projetos que evidenciam preocupações estéticas, funcionais, ambientais e culturais; que enriqueçam a experiência do usuário com propostas de qualidade.

Idealizado pelos arquitetos e urbanistas Alexandre R. Prass, Filipe S. Santos e Pedro C. Felix, o naE dedica-se, sobretudo, à realização de projetos de edificações residenciais, comerciais e institucionais; propostas de urbanismo e intervenções paisagísticas; planejamento e design de mobiliário urbano. Além disso, com intuito de agregar conhecimento e experiências, empenha-se na participação em concursos nacionais e internacionais de arquitetura.

Junto aos clientes, buscamos desenvolver um papel estratégico conjugando praticidade, inteligência e flexibilidade durante o processo de criação e de execução dos projetos. Como assessores para investimentos imobiliários, desejamos ligar os pontos existentes entre os interesses envolvidos, imprescindíveis para transformar empreendimentos em realidade.

Em cada projeto, acreditamos que a formação de um conceito é importante para um resultado sólido e satisfatório, em que soluções inovadoras e sustentáveis – combinadas a aprofundados estudos do desenho, dos materiais e das técnicas construtivas – se materializem em propostas altamente personalizadas, com características vinculadas ao local, às tecnologias e aos recursos disponíveis.

NA PRESENÇA DA ARTE

Nós acreditamos na arquitetura, no desenho urbano e no design. Acreditamos não apenas como sendo objetos ou lugares derivados exclusivamente do conhecimento técnico e científico; entendemos cada projeto como uma manifestação artística, que se origina das características e condicionantes do mundo em que vivemos, diretamente relacionada com o mundo em que gostaríamos de viver: sensível, criativo e inspirador.

Sob a nossa percepção, a arte está vinculada diretamente à obra arquitetônica, sendo impossível dissociá-la. Está no equilíbrio dos seus elementos, nas proporções entre o vazio e o construído. Entre o som e o silêncio, entre o claro e o escuro.  Está em elementos simples que nos remetem a antigas lembranças, que nos emocionam e que nos inspiram.

A arquitetura talvez seja a expressão artística mais acessível. Não está em museus, nem está disponível para apenas uma minoria. Uma vez concebida, a obra interage com a paisagem, com a cidade e com as pessoas; convida todos a aventurarem-se a interpretar seus significados e a desvendar seus conceitos.  E é essa acessibilidade que envolve de responsabilidades a concepção de um projeto, seja de um edifício, de espaço urbano ou de um objeto.

SUSTENTABILIDADE

A arquitetura surgiu da necessidade de o homem encontrar ou de construí-lo, e evoluiu somente por respeitar o ser humano e o ambiente ao seu redor. É impossível dissociá-la da sustentabilidade. Não se trata de posicionamento, de metodologia ou de conceito. Soluções sustentáveis não são uma opção, mas uma responsabilidade inerente à prática da arquitetura.

O homem deve respeitar o ambiente em que vive e adaptar-se a ele, ao invés de tentar modificá-lo deliberadamente. Observamos, porém, que durante certo período o uso irrestrito de energia de baixo custo fez com que arquitetos se esquecessem dos princípios básicos de sua profissão, passando a propor soluções irresponsáveis em termos de eficiência energética das edificações.

Acreditamos que uma arquitetura de excelência deve sempre primar pela elaboração de projetos que necessitem de pouca energia para gerar conforto às pessoas.  Através do conhecimento do meio ambiente, com simples soluções de projeto, é possível criar espaços iluminados e ventilados naturalmente. Trabalhando de forma alinhada às novas tecnologias contemporâneas de geração de energia, é possível idealizar edifícios praticamente autossustentáveis.

Projetar edifícios e cidades em um mundo onde cada vez mais os recursos naturais se tornam escassos é uma responsabilidade muito grande. A necessidade de incorporar novas tecnologias nos projetos é tão fundamental quanto manter vivas as raízes da arquitetura.

METODOLOGIA E COLABORATIVIDADE

Temos como objetivo proporcionar uma parceria flexível em projetos desafiadores. Conduzimos processos rápidos e de forma eficiente, e, para que isto seja possível, estamos dispostos a renovarmos nossas metodologias de forma contínua.

Abordamos integralmente a arquitetura nosso processo de criação. Desde as primeiras etapas, consideramos diferentes aspectos e as condicionantes de um projeto – o tempo, o uso, a circulação, os sistemas complementares, os materiais, as tecnologias, a mão de obra, a cultura, a história, os usuários, o contexto urbano, os fatores econômicos, ambientais, sociais e o mercado imobiliário.

Desenvolvemos estudos embasados em entrevistas, em pesquisas, em organogramas e em fluxogramas, o que viabiliza harmonizar os interesses dos clientes com as possibilidades do local, com as condicionantes legais, bem como com as particularidades socioeconômicas.

Trabalhamos simultaneamente com métodos tradicionais e com tecnologias avançadas. Nosso estúdio mescla técnicas de desenhos à mão livre, maquetes e protótipos, ao mesmo tempo em que trabalhamos com modelos virtuais interativos, imagens de alta definição e softwares de desenho técnico avançado.

O resultado disso são testes aprofundados durante todas as etapas de trabalho criativo e ideias flexíveis, que oscilam entre o analógico e o digital conforme a necessidade e a peculiaridade.

Acreditamos na colaboratividade e na troca de experiências entre as diferentes disciplinas envolvidas em um projeto. Arquitetos, engenheiros, designers, paisagistas, arquitetos de interiores e outros especialistas participam desde o início do projeto a fim de assegurar múltiplas visões para cada decisão.

NOSSA SEDE

Nosso espaço de trabalho é não-hierárquico. Dividimos o mesmo ambiente em um estúdio aberto, pois acreditamos na colaboratividade e na troca de experiências no dia-a-dia.

Em nossa sede, em conjunto com outras empresas ligadas à criatividade, formamos o COLETIVO288, onde dividimos espaços comuns de reunião, estar, cafés e infraestrutura. Fora do horário de almoço, estes espaços colaborativos de trabalho tornam-se opções espontâneas para rabiscar uma ideia, debater informalmente, trocar experiências ou realizar reuniões.

Nós acreditamos que dividir o espaço e compartilhar momentos com nossos colegas é fundamental para nosso propósito, o qual compreende que a interação humana molda os espaços que projetamos e a maneira como vivemos.

O CLIENTE COMO PROTAGONISTA

As novas tecnologias desenvolvidas pela indústria da construção, a condição internacional da arquitetura originada pela revolução da internet, os novos softwares e suas metodologias exigem soluções funcionais, com projetos que desafiem e superem essa complexidade e que se adaptem às necessidades do mercado imobiliário. Estas exigências vêm estabelecendo mudanças na relação do arquiteto com o cliente, a qual passa a estabelecer um nível de colaboração mútua maior, tornando o cliente protagonista do projeto.

Neste contexto, estamos interessados em ajudar nossos clientes a desenvolver sua visão sobre os inúmeros condicionantes que envolvem o projeto: o local, as tecnologias, os recursos disponíveis, seus desafios e suas potencialidades. Entendemos que, com uma melhor percepção do universo que envolve cada empreendimento, o cliente terá um ótimo embasamento para a tomada de decisões durante o processo.

Acreditamos que a arquitetura, o urbanismo e o design que propomos passam pela integralização dos interesses de todas as partes envolvidas, através de processos que visam elucidar as incertezas e garantir resultados satisfatórios e duradouros.

DA EXPERIÊNCIA

Ex-Pe-Ri-Men-Ta-Lis

Acreditamos na Experiência como o bem maior que um projeto de arquitetura, urbanismo ou design possa trazer ao usuário. Uma boa praça ou um bom edifício trazem consigo, além da funcionalidade, a capacidade de interagir com o ser o humano. Descobrir, sentir, viver, conhecer, surpreender. Acreditamos no poder das visuais, dos aromas, das texturas, da luz e da sombra. Entendemos que a nossa relação com os espaços que nos cercam está na experiência proporcionada pelos pequenos detalhes que os formam, sejam funcionais, sensoriais ou conceituais.

Acreditamos também que a busca por bons resultados em nossos projetos ocorre através da experimentação. Testar, adaptar, ajustar, testar novamente, aprimorar, concretizar. Nosso processo criativo dissolve cada condicionante em partes menores, que são por nós examinadas e desafiadas. É através destes experimentos que materializamos as soluções assertivas.

Conceitualmente, acreditamos que a arquitetura também deva ser experimental em sua forma e em sua linguagem. Entendemos que apenas dessa maneira poderemos aprimorar nossa expressão através de projetos de edificações, espaços públicos ou objetos. É proporcionando novas e convidativas experiências aos usuários que os preceitos culturais, históricos, tecnológicos e funcionais se reorganizam e se fundem em novas soluções que instiguem o lugar comum.

DO DETALHE À COMPLEXIDADE À PERSONALIZAÇÃO

O que nos inspira desde o começo de cada projeto é a incansável busca pelo resultado ideal. Cada cliente é único, e por isso nossa persistência em desenvolver da melhor forma possível cada projeto é sempre a mesma, não importando a tipologia, o tamanho ou a complexidade do desafio.

Para alcançarmos este ideal, acreditamos no trabalho exaustivo de detalhamento durante o processo de projeto. Somente através do trabalho acurado e minucioso é que teremos certeza do resultado alcançado. Com mais tempo investido em projeto, menos tempo será necessário para a construção.

Ao explorarmos mais possibilidades, tecnologias e alternativas para cada decisão a ser tomada, aperfeiçoamos a execução e mensuramos investimentos. Aumentamos os acertos evitando surpresas indesejadas. Somente com o estudo meticuloso dos materiais, das tecnologias, das cores, das texturas e dos encaixes, é que podemos atingir altos padrões de acabamento, independentemente da tipologia ou da dimensão da obra ou da proposta arquitetônica.

Além disso, é através da dedicação na concepção dos pequenos detalhes de cada prospecto que conseguimos alcançar maior nível de personalização nas soluções, ajustando-as a cada cliente, local ou usuário. E isto nós entendemos como fundamental ao idealizarmos projetos de arquitetura, urbanismo ou design plenamente satisfatórios.

A funcionalidade e a beleza do todo é a soma da funcionalidade e beleza de todas as pequenas partes.

CLIENTES E PARCEIROS

EQUIPE

Desde os primeiros traços até a execução da obra, sempre buscamos trabalhar em equipe e de forma criativa, harmonizando conhecimentos para alcançarmos resultados eficientes, integrais e sustentáveis. Contamos com o apoio de uma equipe de colaboradores e de consultores nas mais variadas áreas com desígnios complementares, pois acreditamos que a criação multidisciplinar desde as primeiras etapas de projeto potencializa os resultados, unificando habilidades, experiências e desafios.

Alexandre Rögelin Prass

Alexandre Rögelin Prass

Sócio-Fundador

Arquiteto e Urbanista graduado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, acompanha a construção civil há mais de dez anos e destaca-se pela experiência adquirida em Londres e pelos diversos projetos executados em Luanda, Angola.

Filipe Saur Santos

Filipe Saur Santos

Sócio-Fundador

Com ênfase na produção artística nas áreas do design de arquitetura e de mobiliário, formou-se como Arquiteto e Urbanista pela PUC-RS em 2008. Desde então, além de dedicar-se aos projetos do naE, em Porto Alegre, também conduz concomitantemente trabalhos em Lajeado/RS.

Pedro Comunello Felix

Pedro Comunello Felix

Sócio-Fundador

Arquiteto e Urbanista formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, atua na área desde 2002. Começou a trabalhar no escritório da arquiteta Sônia Comunello Felix, onde acumulou larga experiência como gestor de projetos na área da construção civil.